Psicoterapia: entenda o que é, quais os tipos e onde encontrar um psicólogo

August 14, 2018

Psicoterapia – também chamada de terapia – é um processo focado em ajudar um indivíduo, casais ou grupo de pessoas a resolver questões emocionais.

 

Você já se sentiu muito sobrecarregado (a) para lidar com seus problemas diários? Se a resposta for sim, você não está sozinho (a).

 

A falta de informação e de apoio, além do medo do estigma, são algumas desculpas que impedem as pessoas de procurarem um tratamento adequado.

 

Confira abaixo algumas informações importantes e procure um profissional da psicologia.

 

Para que serve?

 

Segundo a psicóloga Jéssica Schmitt, parceira da Rede TEM em Blumenau (SC), "A psicoterapia tem diversas funções, geralmente as pessoas procuram um psicólogo (a) para tratar algum transtorno psicológico, como depressão, ansiedade, estresse, fobia social, TOC, entre outros".

 

Além disso, a psicoterapia também pode ser útil para o autoconhecimento, ou seja, para ajudar o indivíduo a conhecer melhor suas emoções e lidar com dificuldades do dia-a-dia. “Quando mapeamos nossas fraquezas e potencialidades, utilizando isso ao nosso favor, nossos relacionamentos melhoram significativamente”, explica Jéssica.

 

A depressão e os riscos de saúde associados

 

Depressão é um transtorno mental comum, caracterizado por tristeza persistente e uma perda de interesse por atividades que as pessoas normalmente gostam, acompanhadas por uma incapacidade de realizar atividades diárias por 14 dias ou mais.

 

De acordo com as últimas estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 300 milhões de pessoas vivem com depressão, um aumento de mais de 18% entre 2005 e 2015.

 

A OMS identificou fortes ligações entre a depressão e outras doenças aumentando significativamente o risco de desencadear outros transtornos psicológicos, uso de substâncias e doenças como diabetes e cardíacas.

 

O oposto também pode acontecer, pessoas com outras condições têm uma maior probabilidade de desenvolver depressão. A depressão também é um fator agravante para pensamentos e tentativas de suicídio, que acaba com milhares de vidas a cada ano.

 

Como funciona o tratamento? ou melhor, o que acontece dentro do consultório?

 

A psicoterapia geralmente inicia-se com acolhimento, ou seja, o psicólogo deve ouvir o paciente e investigar qual foi a necessidade que o fez procurar o tratamento.

 

Nas próximas sessões, inicia-se uma entrevista mais profunda, conhecida também como anamnese. Nessa entrevista, o psicólogo investiga os objetivos do tratamento, vida regressa, experiências e vivências até o momento presente, também são identificados desejos e objetivos para o futuro.

 

Após a anamnese, inicia-se a segunda fase, que é a avaliação psicológica. Durante a avaliação, podem ser utilizados testes psicológicos ou técnicas para identificar se a pessoa possui algum transtorno psicológico.

 

A hipótese diagnóstica é formulada por meio dos resultados apresentados nessa avaliação e o olhar clínico do psicólogo. Com a identificação, ou não, da hipótese diagnóstica é formulado um plano de tratamento e inicia-se o processo de psicoterapia específico.

 

As sessões evoluem com trabalho em conjunto entre o psicólogo e o paciente e o vínculo terapêutico se estabelece no decorrer do tratamento.

 

Conheça abaixo as abordagens mais comuns nos tratamentos psicoterapêuticos:

 

Terapia Cognitivo Comportamental (TCC): essa abordagem é mais breve, específica e focada no problema atual do paciente, porém não deixa de investigar a sua história pregressa. É utilizada para tratar diversos transtornos mentais de forma eficiente, o objetivo principal é identificar padrões de comportamento, pensamento, crenças e hábitos.

 

Psicanálise: é um método clínico que se baseia na aplicação da técnica de associação livre, possui um formato mais clássico e um processo mais demorado, podendo levar alguns anos. Durante as sessões, é trabalhado o inconsciente sem interferência do exterior. O objetivo principal é liberar emoções e experiências reprimidas, trazendo o inconsciente ao consciente.

 

Terapia Junguiana/analítica: são utilizadas técnicas que exploram o universo simbólico, estabelecendo assim um diálogo entre o consciente e o inconsciente, possibilitando a transformação e ampliação do olhar em relação a si mesma e ao mundo, objetiva o autoconhecimento como forma de lidar de modo criativo com nossos problemas. Para esta abordagem corpo e mente são uma coisa só, os sintomas físicos são tão importantes quanto os psicológicos.

 

Terapia Comportamental: Abordagem que se baseia na análise experimental do comportamento, o terapeuta irá identificar quais são os comportamentos disfuncionais do paciente que estão causando sofrimento. O tratamento busca auxiliar o paciente a ter mais controle sobre suas ações e, por meio da aplicação de estratégias são criados novos comportamentos.

 

Para localizar um psicólogo na Rede TEM, clique aqui.

Para solicitar um agendamento, clique aqui.

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Mídias Sociais

  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon

Busca