Febre Amarela: quem deve tomar a vacina?

January 23, 2018

O Brasil vive o maior surto de febre amarela silvestre das últimas décadas, segundo o Ministério da Saúde. 

 

130 casos da doença foram registrados de julho de 2017 a 23 de janeiro deste ano. Os casos envolvem, principalmente, a região Sudeste e residentes em zonas rurais ou que tiveram contato com áreas silvestres por motivos de trabalho ou lazer.

 

Os recentes casos de febre amarela registrados no Brasil levantaram dúvidas sobre quem deve se vacinar contra a doença.

 

A orientação geral é simples: deve se vacinar quem vive em áreas com recomendação de vacinação contra febre amarela ou com recomendação temporária, bem como quem vai viajar para uma dessas áreas, no Brasil. Uma dose garante proteção para o resto da vida.

 

Atualmente, essa área abrange boa parte do território brasileiro – apenas seis estados, todos no Nordeste, estão fora dela.

 

Grupos de risco

 

No entanto, diferentes grupos - como gestantes, idosos, pessoas em quimioterapia e em determinados tratamentos de saúde - não podem receber a vacina por causa dos riscos de reações graves.

 

Para essas pessoas, a orientação é evitar picadas de mosquitos por meio do uso de camisas de mangas longas e calças compridas, mosquiteiros e repelentes.

 

Lembrando que a vacinação contra febre amarela impede a doação de sangue por um período de quatro semanas. 

 

 

Sintomas da Febre Amarela

 

A febre amarela causa sintomas como dor de cabeça, febre baixa, fraqueza e vômitos, dores musculares e nas articulações. Em sua fase mais grave, pode causar inflamação no fígado e nos rins, sangramentos na pele e levar à morte.

 

Entre fevereiro e março deste ano, 76 municípios dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia irão realizar campanha de vacinação com doses fracionadas e padrão contra a febre amarela. O objetivo é evitar a expansão do vírus para áreas próximas de onde há circulação atualmente.

 

Se você não se lembra se tomou ou a data da sua última vacina, e mora ou vai viajar para região de risco, é melhor receber outra dose. No entanto, se você tem CERTEZA de que já recebeu pelo menos DUAS doses da vacina ao longo da sua vida, então NÃO precisa mais de nenhuma dose. 

 

Fonte: Ministério da Saúde

 

 

 

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Mídias Sociais

  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon

Busca