Sede excessiva? Urina demais? Investigue: pode ser diabetes

November 14, 2016

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, atualmente, no Brasil, há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença, o que representa 6,9% da população. E, infelizmente, esse número não para de crescer.

 

Afinal o que é diabetes?

 

É o excesso de açúcar no sangue, seja pela baixa produção de insulina do corpo ou pela incapacidade da insulina exercer sua função nas células, causando uma elevação anormal da glicemia. A insulina é um hormônio liberado pelo pâncreas.

 

Quantos tipos existem?

 

Existem 4 tipos de diabetes. A tipo 1 é uma doença autoimune, geralmente diagnosticada na infância, a tipo 2 é causada por fatores genéricos ou maus hábitos. A diabetes gestacional surge durante a gravidez e pode ser diagnosticada com 22 semanas e os sinais são semelhantes aos da diabetes tipo 2. E a diabetes insípida, que é causada por problemas no hipotálamo-hipófise, é um tipo mais raro, porém não provoca alteração na quantidade de açúcar no sangue.

 

Sintomas

 

Os sinais da diabetes podem variar de acordo com o tipo, mas os mais comuns são:

  • Rápida perda de peso

  • Vontade de urinar diversas vezes

  • Fadiga

  • Visão turva

  • Formigamento nas pernas e nos pés

  • Sede constante

  • Fome excessiva

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico de diabetes  é feito em laboratório através de exame de sangue que avalia a glicemia em jejum. O exame é rápido e pode ser repetido em outros dias para realização do diagnóstico correto. O médico também pode pedir um ou mais tipos de exames para confirmar a doença.

 

Atualmente, é possível realizar testes rápidos para verificar os níveis de glicose no sangue. Esses exames podem ser feitos em postos de saúde ou até mesmo em casa no caso de pessoas já portadoras.  É preciso apenas uma gota de sangue do dedo e o resultado sai em poucos minutos.

 

Alimentação

 

É preciso reduzir a ingestão e ter uma escolha mais seletiva dos carboidratos, pois são alimentos com potencial de aumentar a glicose no sangue, principalmente os refinados. Prefira pães, massas e arroz integrais e frutas com casca, pois contêm mais fibras.

 

Fatores de Risco

  • Acima de 40 anos

  • Sobrepeso/obesidade

  • Hipertensão

  • Sedentarismo

  • Má alimentação

  • Histórico familiar

  • Colesterol alto

 

Dicas

  • Realizar exame diário dos pés para evitar o aparecimento de lesões. Vale à pena usar um espelho para visualizar as plantas dos pés todos os dias

  • Manter uma alimentação saudável e adequada

  • Utilizar os medicamentos prescritos

  • Praticar atividades físicas

  • Manter um bom controle da glicemia, seguindo corretamente as orientações médicas 

 

Curiosidades

 

Pé diabético

 

O aparecimento de úlceras pode ocorrer quando a circulação sanguínea é deficiente e os níveis de glicemia são mal controlados. Qualquer ferimento nos pés deve ser tratado rapidamente para evitar complicações que podem levar à amputação do membro afetado.

 

Impotência Sexual

 

Diabetes é responsável por um grande número de casos de impotência sexual. Estima-se que 2 em cada 3 diabéticos sofram algum grau de impotência.

 

Por isso ressaltamos a necessidade de ir ao médico e fazer exames regularmente. É justamente para evitar qualquer agravamento ou uma descoberta tardia de doenças sem cura, como a diabetes.

 

Para agendar consultas com um nutricionista, um endocrinologista ou fazer exames preventivos, ligue na Central de Atendimento da Rede TEM 0800 836 88 36.

 

 Fontes: Sociedade Brasileira de Diabetes, Hospital A. Einstein e Wikipédia.

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload