Exames que a mulher nunca deveria deixar para depois

October 18, 2016

 

 

Muitas mulheres acabam se esquecendo com frequência da importância de cuidar preventivamente da saúde. Cuidam da família inteira e negligenciam a si mesmas. Acreditam que só na casa vizinha acontece.

 

Para acabar com esse mito, aproveitar o mês do Outubro Rosa e ajudar na conquista da saúde feminina, listamos exames que nunca devem ser esquecidos por uma mulher.

 

Autoexame da mama: o câncer de mama é a maior causa de morte por câncer nas mulheres, especialmente quando falamos da faixa etária entre os 40 e 69 anos. Por isso, é muito importante fazer o autoexame para conferir se existe algum nódulo nessa região do corpo.

 

1. Mamografia: exame que deve ser realizado anualmente por mulheres acima dos 40 anos. Se houver indicação clínica, pacientes de alto risco, com histórico de câncer de mama na família, podem começar a realizar exames preventivos mesmo antes dos 35 anos. 



 

2. Papanicolau: exame que deve ser realizado regularmente a partir dos 18 anos para prevenção do câncer cervical. Depois dos 30 anos, a maior frequência de miomas e de outras doenças relacionadas ao útero e aos ovários pode levar o médico ginecologista a solicitar também a ultrassonografia transvaginal. 



 

3. Exame de colesterol e triglicerídeos: principalmente depois dos 40 anos, o exame de sangue para checagem das taxas de colesterol e triglicerídeos devem ser anuais, a fim de contribuir para a prevenção do infarto.



 

4. Exame de glicemia em jejum: exame de sangue que deve ser realizado com a paciente em jejum de pelo menos oito horas. Ao analisar a taxa de açúcar no sangue é possível diagnosticar portadores de diabetes, doença crônica que é melhor administrada e diagnosticada precocemente. Mulheres com mais de 45 anos, ou antes, se houver histórico da doença na família, com taxas altas de colesterol e triglicérides, obesas, sedentárias e idosas pertencem ao grupo de risco.

 



5. Controle da tireóide: depois dos 30 anos, as mulheres têm três vezes mais chances de desenvolver distúrbios da tireóide, principalmente o hipotireoidismo. Em alguns casos, a paciente começa a notar certa dificuldade em perder peso, queda acentuada de cabelo, enfraquecimento das unhas e maior sonolência.

 

6. Densitometria óssea: depois dos 50 anos, ou ainda mais cedo dependendo do histórico familiar, é recomendável realizar o exame de densitometria óssea a cada dois anos para se prevenir da osteoporose, que é uma doença silenciosa.



 

7. Eletrocardiograma: Para quem não tem histórico familiar, pode começar a fazer parte da bateria de exames anuais a partir dos 50 anos. Dependendo das orientações do médico cardiologista, o eletrocardiograma deverá ser acompanhado dos exames abaixo. 



 

8. Teste ergométrico: Também chamado de teste de esforço, esse tipo de eletrocardiograma é utilizado como rastreador de alterações do ritmo cardíaco durante o esforço físico, frequentemente associado à doença arterial coronariana e à angina, uma vez que muitos desses pacientes apresentam resultado normal no eletrocardiograma em repouso. 

 

9. Ecodopplercardiograma: trata-se de um ultrassom do coração que permite checar a anatomia do órgão, suas dimensões e a função de inúmeras estruturas cardíacas, assim como o fluxo sanguíneo.

 

10. Autoexame da pele: o câncer de pele não melanoma é o tipo da doença que mais acomete homens e mulheres no Brasil. O uso diário de protetor solar e autoexame ainda são os melhores amigos das mulheres, que devem estar sempre atentas à presença de manchas disformes, pintas escuras ou malcheirosas. É comum os médicos encaminharem material para biópsia, a fim de fazer um diagnóstico o mais preciso possível.

 

Para agendar consultas com um ginecologista, oncologista e para agendar seus exames preventivos, ligue na Central de Atendimento da Rede TEM 0800 836 88 36.

 

Fonte: Ministério da Saúde

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload