Hipotireoidismo: causas e tratamentos

August 30, 2016

O hipotireoidismo é uma doença causada pela diminuição da produção dos hormônios da tireóide.

 

Segundo especialistas, esta desordem é relativamente comum e afeta ambos os sexos e todas as faixas etárias, embora seja mais comum em mulheres na terceira idade.

 

Principais causas

 

A principal causa do hipotireoidismo é a redução da síntese dos hormônios T3 e T4, que acontece devido a falência da produção hormonal pela glândula tireóide (hipotireoidismo primário).

 

Entretanto, o hipotireoidismo também pode ocorrer pela falta de estímulo à produção hormonal tireoidiana. Porém, essas situações são menos frequentes e acontecem depois de sérias lesões na cabeça, como cirurgia, tumores, hemorragias, etc.

 

Dentre as causas do hipotireoidismo (primário) podemos citar:

 

  • malformações de tireóide;

  • deficiências congênitas de proteínas necessárias para a síntese dos hormônios;

  • baixa ingestão de iodo;

  • uso de algumas drogas;

  • tratamentos que podem inibir ou destruir o tecido tireoidiano, por exemplo, cirurgias e radioterapia.

 

Contudo, é preciso considerar que a causa mais comum de falência da glândula tireóide é a tireiodite auto-imune (tireoidite de Hashimoto) - uma doença onde o indivíduo produz anticorpos contra a própria glândula, destruindo-a progressivamente.

 

Já ouviu falar no Teste do Pezinho?

 

As manifestações do hipotireoidismo dependem principalmente da intensidade da deficiência hormonal e da idade em que essa deficiência se manifestou.  

 

A falta do hormônio da tireóide durante o período de gravidez da mãe e/ou nos primeiros anos de vida tem consequências graves para o desenvolvimento da criança.

 

Podendo levar a um retardo mental permanente, mas que pode ser minimizado pela reposição precoce do hormônio.

 

Por isso, todo o recém-nascido, mesmo sem qualquer suspeita, deve excluir o risco ao hipotireoidismo realizando o teste do pezinho, nos primeiros dias de vida.

 

Atenção aos sintomas!

 

A maioria dos adultos não apresenta queixas quando o hipotireoidismo é leve.

No entanto, dependendo da gravidade da doença, o paciente pode manifestar queixas como:

 

  • pele seca;

  • unhas quebradiças;

  • queda de cabelos;

  • intolerância ao frio;

  • inchaços;

  • prisão de ventre;

  • fraqueza;

  • desânimo;

  • sonolência;

  • lentidão;

  • aumento do colesterol no sangue.

 

Diagnóstico

 

O hipotireoidismo é confirmado pelo exame físico e pelas dosagens hormonais no sangue. Exames adicionais de sangue e exames de imagem são necessários para identificar-se a causa do hipotireoidismo.

 

Como é feito o tratamento?

 

O tratamento baseia-se na reposição hormonal com levotiroxina sódica (T4), tomada diariamente, sempre em jejum. Lembrando que a dose da medicação deve ser decidida pelo médico de acordo com cada caso e, em geral, o hipotireoidismo requer tratamento e acompanhamento por toda a vida.

 

 

 Dra. Flávia Libonati, especialista em Endocrinologia e Metabologia pela SBEM e em Nutrologia pela ABRAN. Atende na Policlínica Granato (Rio de Janeiro), parceira da Rede TEM. Para agendar uma consulta, ligue para nossa Central de Atendimento: 0800 836 8836.

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Mídias Sociais

  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon

Busca