Dia Mundial de Combate a Hepatite

July 28, 2016

 Segundo a OMS, hoje, em todo o mundo, 10 milhões de pessoas estão infectadas por hepatites virais. Destas, 95% não sabem que possuem a doença e menos de 1% tem acesso ao tratamento. O resultado é que 1,4 milhão morrem a cada ano.  

 

Atualmente, são conhecidos mais de cinco tipos de hepatites virais, sendo as mais comuns as A, B, C e D. Destas, apenas duas podem ser prevenidas pela vacinação: as dos tipos A e B.

 

Hepatite A

Transmitida pela água e alimentos contaminados ou através de uma pessoa para a outra, por via oral-fecal. A infecção dura de 10 a 50 dias. Quando aparecem, os sintomas mais comuns são: febre, pele e olhos amarelados, náuseas e vômitos, desconforto abdominal, falta de apetite, urina escura e fezes esbranquiçadas. Uma vez infectada, a pessoa desenvolve imunidade.

 

A prevenção pode ser feita através da vacinação, higiene pessoal, melhorias das condições sanitárias, tratamento adequado da água e consumo de alimentos bem cozidos.

 

Hepatite B

Transmitida pelo sangue, agulhas, materiais cortantes contaminados e relação sexual. A doença tende a ser assintomática, por isso, grande parte dos infectados só descobre após anos, muitas vezes por acaso. O tempo médio de incubação do vírus é de 90 dias. Pode também passar de mãe para filho no momento do parto.

 

A prevenção é feita através da vacinação e uso de preservativos.

 

Hepatite C

Tem transmissão semelhante à hepatite B, através de contato sanguíneo, via transfusões, dentistas, manicure, tatuagens, colocação de piercings, uso de drogas, relações sexuais, etc. Pode permanecer assintomática por um período bastante variável de tempo. O diagnóstico de infecção por hepatites virais pode ser feito através de diversos exames. Ainda não existe vacina para hepatite C.

 

Para prevenir, evite uso de materiais cortantes ou agulhas que não estejam devidamente esterilizados e utilize objetos descartáveis bem como material próprio em manicures.

 

Hepatite D

O vírus da hepatite D se manifesta na presença do vírus do tipo B e sua forma de transmissão é a mesma do vírus B. A infecção concomitante acelera a progressão da doença crônica.

 

A vacinação contra a hepatite B também protege de infecção com a D.

 

O diagnóstico de infecção por hepatites virais pode ser feito através de diversos exames. Os tipos de exames, a análise e o tratamento, são realizados exclusivamente por médicos.

 

Não espere uma data especial para fazer exames preventivos ou um diagnóstico. Ligue agora e agende uma consulta com um médico da Rede TEM pela Central de Atendimento 0800 836 88 36.

 

Fontes: Ministério da Saúde, UOL, sites do Jornal do Brasil e Globo.

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Mídias Sociais

  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon

Busca