É verão e estou com gripe. Pode?

February 24, 2016

 

Calor pela manhã, chuva à tarde e noite mais fria que o normal para a época do ano.

A cena não é incomum, a temperatura pode oscilar de uma hora para outra.

 

Fatores climáticos como esses podem desencadear 

crises de rinite, faringite, 

gripes e resfriados, piorando o quadro respiratório de pacientes com doenças pulmonares.

 

Portadores de doenças crônicas, como asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), devem tomar alguns cuidados especiais na estação mais quente do ano, para não agravar os sintomas comuns às doenças, como a falta de ar, a tosse e a produção de catarro, ocasionada pela inflamação dos brônquios.

 

Ar-condicionado e ventiladores

 

Embora sejam dois grandes aliados para aliviar o calor, o ar-condicionado e o ventilador também podem ser vilões do verão. O uso contínuo desses aparelhos resseca as mucosas, deixando-as mais vulneráveis às infecções por vírus ou bactérias.

 

Poluição

 

A poluição é outro fator que prejudica a saúde de pacientes com doenças pulmonares. Os portadores de doenças respiratórias crônicas são os mais suscetíveis aos malefícios da poluição ambiental. Diversos estudos apontam os males à saúde causados por alguns dos principais poluentes, como dióxido de enxofre, dióxido de nitrogênio, material particulado e ozônio.

 

Dicas para enfrentar o verão com saúde

 

- Mantenha as mucosas sempre úmidas. Para isso, é preciso ingerir muito líquido. O aconselhável é três litros de água nos dias muito quentes.

 

- Idosos e crianças exigem atenção dobrada, pois a mucosa deles resseca mais rápido. O metabolismo do idoso cai com a idade. As crianças gastam muita energia, o que contribui para a perda de umidade. Nem sempre eles pedem água ou dizem estar com sede. Ofereça líquidos com frequência.

 

- Utilize toalha úmida, umidificadores caseiros ou bacias de água nos ambientes mais fechados. No trabalho, um balde de água em baixo da mesa ajuda bastante diminuir a secura do ar.

 

- Evite exercícios físicos entre 10h da manhã e 4h da tarde. Nesse período, no verão, a liberação de ozônio é maior. Consequentemente, respiramos mais os poluentes.

 

- Fuja de locais fechados. Ambiente arejado, bem ventilado e limpo afasta os riscos de doenças respiratórias.

 

Em caso de dúvidas, agende já sua consulta com um médico especialista da Rede TEM pela Central de Atendimento 0800 836 88 36.

 

Fontes: Wikipédia, Sociedade Brasileira de Pneumologia e Hospital São Paulo.

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload