Diferença entre depressão e ansiedade

November 26, 2015

 

Depois do sucesso viral que as tirinhas do artista Nick Seluck tiveram na internet sobre a dificuldade de lidar com transtornos de ansiedade e depressão contadas de uma maneira simples e fácil como é a história em quadrinhos, o BLOG TEM entrevistou a psicóloga Natália de Gênova para perguntar a principal diferença entre essas duas doenças e como identificar os sintomas das doenças. 

 

Confira a entrevista abaixo e entenda – ou explique – melhor como é conviver com esses problemas.

 

Quais são os sintomas mais comuns da depressão e da ansiedade?

 

Na depressão podemos identificar sintomas como a tristeza, o choro fácil e frequente, irritabilidade e raiva. Além do desânimo, a desesperança, pensamentos negativos e pessimista, ideias de arrependimento e culpa, morte e até planos suicídas.

 

Já na ansiedade, os sintomas mais comuns são de angústia, preocupação excessiva, inquietação, nervosismo, irritabilidade, medo, ataques de pânico e sentimento de ameaça. E também, alguns sintomas físicos como insônia, dores de cabeça, dores musculares, tontura, dores e queimação no estômago.

 

Qual a diferença entre elas?

 

Podemos considerar que tanto a depressão, quanto a ansiedade possui como característica comum algumas alteração de humor. Mas, se diferenciam, pois na depressão há uma predominação de emoções negativas como a tristeza, a raiva e a falta de esperança.

 

Já a ansiedade apresenta emoções relacionadas ao medo e à ameaça de perigo constante, é como se a pessoa necessitasse estar em "alerta" a tudo e a todos aumentando ainda mais seu sofrimento.

 

Quais os tratamentos disponíveis?

 

Os tratamentos disponíveis são vários. Especialmente os chamados ‘medicamentosos”, que fazem o uso de antidepressivos que possuem eficácia comprovada e diminuição dos efeitos colaterais.

 

Lembrando que somente um médico psiquiatra deve receitar a medicação, pois irá avaliar e acompanhar a pessoa , assim como direcioná-la ao melhor tratamento.

 

Qual o papel da terapia durante o tratamento?

 

Enfatizo o papel da terapia no tratamento da depressão e da ansiedade, apresentando resultados bastantes significativos. A terapia auxilia o indivíduo a reconhecer e lidar com os sintomas, a si conhecer possibilitando uma evolução satisfatória dos sintomas.

 

Desta forma, como podemos identificar os sintomas?

 

Podemos considerar um comportamento indicativo que as coisas não estão bem quando uma pessoa começa a se isolar, apresentar uma preocupação excessiva fora do normal, medos irracionais, perda de prazer por atividades que sentia prazer em realizar, pensamentos negativos e pessimistas como, " E se tal coisa acontecer, e se estiverem pensando mal de mim...", e principalmente pensamentos e tentativas de suicídio. São um dos comportamentos que podem ajudar a identificar e ficar atento. 

 

Serviço: Natália de Genova (CRP: 06/110033), Psicóloga especialista em Intervenções Multiprofissional na dependência química, é parceira da Rede TEM. Para agendar sua consulta e conhecer as condições especiais do tratamento, ligue para nossa Central de Atendimento: 0800 836 88 36.

 

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Mídias Sociais

  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon

Busca