Dia Mundial do Coração: cuidado diário ainda é o melhor remédio

September 29, 2015

 

Os números de morte no Brasil e no mundo por doenças cardiovasculares são alarmantes.

 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), mais de 300 mil mortes por ano são decorrentes de doenças cardiovasculares, que podem se manifestar como infartos e derrames.

 

Existem fatores incontroláveis, como por exemplo, a hereditariedade, idade e gênero, que não dependem da pessoa. Portanto, nos resta controlar o risco do surgimento da doença de outras formas.

 

Muita gente acha que para cuidar da saúde do coração, basta usar os medicamentos necessários, porém as mudanças de hábitos são muito mais importantes. Todo o contexto de vida da pessoa contribui para a manutenção da saúde cardíaca.

 

Parar de fumar, introduzir dietas alimentares, praticar exercícios físicos, dormir mais e melhor e, claro, realizar exames periódicos e consultas médicas, são formas altamente eficazes para evitar problemas cardíacos. Observe:

 

- O Sal

Há pessoas que não sentem os efeitos do sal, ou seja, consomem grandes quantidades desta substância sem sofrer nenhum tipo de prejuízo. Porém, o mais comum é que o sódio tenha ação direta na pressão arterial, causando o aumento da pressão.

 

- O açúcar

O sedentarismo, aliado a má alimentação, pode causar diabetes, doença que aumenta o risco de desenvolvimento de eventos cardiovasculares.

 

- As gorduras trans

Alimentos que possuem esse tipo específico de gordura elevam os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue, que frequentemente se acumula nas paredes das veias e artérias e pode causar aterosclerose, mais conhecido como entupimento destes tecidos.

 

- O tabaco

Algumas substâncias presentes no cigarro causam aumento da pressão arterial, aumentado o risco de doenças como o infarto. Além disso, fumantes também têm facilidade de formação de coágulos no sangue, o que pode acelerar o acúmulo de colesterol nas artérias.

 

- A saúde bucal

Para manter a saúde cardíaca em dia, é preciso cuidar da saúde bucal. Por isso, é imprescindível ir ao dentista ao menos uma vez por ano e seguir o tratamento indicado por este profissional à risca.

 

Não vacile: no caso de suspeita ou sintomas de doença cardíaca, procure um médico.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload