Cinco sinais de uma pessoa em depressão

August 20, 2015

 

Quando falamos em depressão, é importante pensarmos nesta palavra que vem cheia de preconceitos e chavões.

 

Todos nós temos momentos de tristeza, assim como momentos de alegria. Tudo depende do momento e do ciclo da vida. Depressão ou tristeza, alegria ou euforia são sentimentos absolutamente normais e presentes em todas as etapas da vida.

 

A depressão em si é um processo normal, muitas vezes devemos passar por ele para podermos reencontrar o equilíbrio que uma situação difícil nos tirou. Viver e acolher este processo é tão importante quanto viver um momento feliz. É o que nos permite entender nossas dificuldades e entender quem realmente somos, para podermos viver plenamente. 

 

Porém, a depressão pode ser compreendida como uma doença quando seus sintomas passam a interferir e até a atrapalhar a vida diária de uma pessoa. Vários são os sinais típicos de um processo de depressão, mas é necessário um diagnóstico amplo e diferenciado para entendermos qual o grau e o histórico da doença.

 

Segundo a psicóloga Marília Machado Thomazin, o diagnóstico deve feito por mais de um profissional “Somente depois disso que a forma de conduta e o uso de medicamentos devem ser definidas”, explica Marília.

 

Alguns sinais de depressão são: 

 

1. Alterações de humor: alta irritabilidade, humor deprimido, grande sensação de angústia e até dores físicas não justificadas pela medicina são algumas das sensações que temos ao apresentar depressão.

 

2. Desânimo e perda de interesse em tarefas que antes eram vistas como prazerosas. Um exemplo é a própria diminuição da libido e perda de interesse sexual.

 

3. Problemas com o sono: insônia, falta de sono, ou até mesmo sono em excesso podem caracterizar um quadro de depressão.

 

4. Alterações no peso: colocar muitos quilos na balança ou até mesmo perder muito peso pode representar um desequilíbrio.

 

5. Sentimentos pessimistas em excesso: insegurança, medo e vontade de morrer.

 

 

A tristeza vem quando precisamos fazer uma transformação na nossa forma de sentir e ver o mundo. Quando algo já não tem sentido e precisamos encontrar um novo caminho.

 

Este é um processo saudável, que nos permite entender a nós mesmos e crescer em direção a nossa plenitude pessoal.

 

Geralmente conseguimos entender o que a vida está pedindo e fazemos a transformação necessária, voltando ao equilíbrio emocional.

 

Pode acontecer de este processo saudável, por algum motivo, se prolongar demais. Então, esta tristeza começa a não ter muito nome, não sabemos de onde vem e não conseguimos identificar o significado dela. É neste momento que surgem os sintomas mais comuns e poderemos diagnosticar uma depressão como doença, como algo que está impedindo o indivíduo de exercer normalmente suas funções.

 

A Psicologia e a Psiquiatria caminham juntas nestes momentos, para conduzir o paciente a uma melhora com consciência e compreensão de si. Segundo a psicóloga, “a medicação muitas vezes pode ser necessária para controlar o sofrimento e amenizar os sintomas, enquanto a psicoterapia vai ajudar o paciente a entender seu processo e encontrar as respostas que precisa para transformar e dar novo sentido à sua vida”.

 

O importante é sempre ter ajuda profissional, tanto para ter suporte para os momentos de tristeza, como para ter um bom tratamento para a doença.

 

Serviço: A psicóloga Marília Machado Thomazin faz parte da Rede Credenciada TEM e atende no Centro de São Paulo, próximo ao Largo do Paissandú. Caso tenha interesse em saber mais sobre o tratamento, entre em contato com a nossa Central de Atendimento 0800 836 88 36 e agende uma consulta.

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Mídias Sociais

  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon

Busca