As aulas voltaram. E agora?

August 2, 2015

Nunca se falou tanto em mudança, autoconhecimento, talento e ser feliz com qualidade. Mas que é tudo isso? 

 

Talento é a inclinação natural de uma pessoa a realizar determinada atividade. O talento facilita o sucesso nas atividades.

 

Aprender a procurar pelos seus talentos nos lugares certos e transformá-los em habilidades e técnicas exigirá algum trabalho. Porém, permitirá explorar suas habilidades naturais e a encontrar seus talentos inatos.

 

O autoconhecimento está profundamente ligado ao talento: se você sabe o que gosta e o que faz melhor, pode contribuir, trabalhar, se relacionar melhor na sociedade e com os seus. Quem não se lembra da frase ‘Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses’, de Sócrates’?

 

Autoconhecimento=descoberta=talento=qualidade de vida

 

Bom, não queremos promover debates existencialistas, religiosos ou psicológicos, queremos apenas refletir se estamos sendo honestos conosco mesmo e com nossos filhos.

 

Será que essa busca desenfreada de cursos para adquirir conhecimento é o que queremos? E quando se obriga a fazer esse ou aquele curso? É válido? Vale à pena perder saúde e ganhar status?

 

Pensemos. Sou feliz e tenho satisfação? Até aqui tudo bem. Agora vem a ação.

 

Talentos sadios: como encontrar?

 

Para as crianças é muito mais fácil, elas são normalmente mais sinceras e verdadeiras: falam logo o que querem. Mesmo os mais tímidos. Faça um teste.

 

Basta alimentá-las de muito conhecimento por meio de livros, mostras, passeios, seminários, brincadeiras, filmes, entre outros entretenimentos- a maioria gratuitos - para que saibam as diferenças e conheçam as escolhas que podem fazer.  

 

Use o velho método dos nossos pais e avós: muita observação, dedicação, disposição, mostrar caminhos, dar valores éticos e morais.

 

Não se frustre com as escolhas do seu filho: respeite, apóie, mesmo que no momento não pareça certo. De que adianta ele ou ela seguir sua profissão ou do seu marido, trancados no escritório, se desde já adoram o campo e a terra?

 

Invista no futuro com inteligência: de que adianta pagar o balé - na verdade o seu sonho e não o dela - se sua filha prefere desde pequena, andar atrás da cozinheira para conhecer os truques da culinária?

 

E eu? Ainda tenho talentos?

 

Os talentos são diversos e nunca é tarde para encontrá-los, reavaliá-los ou atualizá-los. Quando estamos mais crescidos é mais difícil, mas não é impossível. Coragem para mudar e vasculhar o coração são importantes. As regrinhas são básicas.

 


Relaxe, pense e se pergunte: Cuidar bem dos meus netos me dá prazer? Cozinhar me dá alegria? Aconselhar me ensina? Ensinar me motiva? Procurar coisas no computador me empolga? Cuidar me realiza? Negociar? Argumentar? Chefiar? Empreender? Inventar? Fazer algo manual?

 

Lembre-se para ser talento é preciso dar brilho no olho e entusiasmar. E depois da descoberta é preciso mudança.

 

Dinheiro e prosperidade são consequências boas e virão mais fáceis se a profissão e o trabalho ao qual nos dedicamos forem feitos com gosto.

 

Qualidade na vida

 

É inteligente aprender com a experiência de grandes mestres e com a vida. Comece a se conhecer e conhecer seus filhos, respeitando a si e a eles, valorizando as suas e outras descobertas, conversando, respeitando as opiniões, os diálogos e as diferenças, investindo menos na quantidade da moda e mais na qualidade observada.

 

Enfim, viva mais e melhor. Aproveite essa volta e pense nisso.

 

Fontes: Wikipédia, Google, Revista Educação, Site Educar para Crescer e Introdução básica à Filosofia

 

Recomendamos as leituras: http://pt.wikihow.com/Encontrar-seu-Talento, http://www.revistaeducacao.com.br/, http://revistaescola.abril.com.br/ e http://educarparacrescer.abril.com.br/

Please reload

Destaques

A importância de manter a vacinação e a Carteira de Vacinação em dia!

18/07/2019

1/10
Please reload

+ Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload